Imagem de menino ferido após bombardeio choca e chama atençao para a Síria – de novo

Há cerca de 1 ano, em meio ao que se tornaria a maior crise de refugiados do mundo, uma imagem chamou a atençao para o assunto e gerou comoçao. Aylan Kurdi, um menino sírio, apareceu afogado em uma praia em Bodrum, na Turquia, depois de tentar fugir de seu país, mergulhado em uma longa guerra civil. A imagem percorreu o mundo e serviu de alerta para a questao da crise migratória. Agora, de novo a Síria, de novo uma criança. Esse vídeo, publicado no YouTube por um grupo ligado à oposiçao síria, mostra o garoto Omran Daqneesh, de 5 anos, coberto de sangue e poeira depois de um ataque aéreo em Aleppo. Ganhou o mundo e virou manchetes: “o horror de Aleppo“, na BBC Brasil, “a face mais cruel da guerra“, no HuffPost Brasil, “o símbolo dos bombardeios“, no Chile, um “fragmento do horror“, no Reino Unido, “o símbolo do horror“, na Argentina, “o espelho da guerra civil na Síria“, em Portugal, entre muitos outros. A pergunta que fica, como no ano passado, é: o que essa comoçao toda vai fazer pelas crianças sírias mortas todos os dias – em ataques ou afogadas tentando escapar deles?

publicidade

publicidade